Sara Alícia uma campeã de Santa Tereza - Santa Tereza Tem
Logo

Sara Alícia uma campeã de Santa Tereza

Sara já recebeu várias medalhas no Taekwondo, mas para ser Faixa Preta 2º Dan precisa mais do que seu esforço, também de apoio financeiro

A bonita adolescente da foto é a Sarah Alícia, filha do Márcio Honório e da Fabiana, que desde os três anos, treina Taekwondo.  No início foi para copiar seu irmão mais velho, Ian Lucas, mas depois foi pra valer. “Meu irmão fazia luta e eu queria também. Fui para a academia e tomei gosto e não larguei de mão. Além de gostar desse esporte, ele me traz diversos benefícios como diz o juramento: “cortesia, integridade, perseverança, autocontrole. É minha válvula de escape”, conta a campeã.

Atualmente, Sarah é considerada uma atleta de elite da Academia Kuirogui, aqui do bairro, dirigida pelo grão-mestre Marcelo Alves. Lá ela treina três vezes por semana e perto das competições faz treinos extras.

Competir para ela, não é novidade, pois faz isso desde pequenina, apesar de sempre dar um frio na barriga antes da luta. E já são 25 medalhas em sua coleção. “Sempre participei de competições. Já tenho 25 medalhas de ouro, entre as quais de campeã Mineira, Regional e no dia 25 de novembro último conquistou o quinto lugar no campeonato brasileiro.

“Minha motivação em a fazer arte marcial é o desafio que me imponho, por gostar muito e me esforçar ao máximo, além do apoio dos meus pais e a “família”, da qual faço parte com o taekwondo. É como eu digo: meu grão-mestre é o meu segundo pai.

Além da sua dedicação ao esporte e da escola, Sara é uma adolescente comprometida com outras atividades. Não pára. É coroinha da Igreja, onde colabora nas celebrações religiosas e faz dança na Escola do Palácio das Artes.

Em busca da faixa preta 2º Dan

Sarah aos 10 anos, conquistou a faixa preta 1° aos 10 anos e agora aos 15 anos quer muito fazer o exame de faixa preta 2° Dan. Entretanto, para isso precisa de disponibilizar da quantia de R$ 3.500,00. Um valor algo, do qual sua família não disponibiliza. Por isso ela criou uma campanha junto aos amigos, vizinhos e quem mais quiser colaborar pra conseguir esse valor e participar do exame.

Apesar da aplicação do exame ser em Belo Horizonte, no próximo dia 5 de dezembro, Sarah explica que esse valor tão alto se deve a ter antes da prova o candidato ter de fazer cursos extras, a prova durar o dia todo, além de envolver diversos árbitros qualificados, e uma tecnologia de ponta para detectar os mínimos detalhes, além dos gastos do espaço, confecção da faixa, certificados e taxas da confederação.

Como colaborar
Você pode ajudar c ajudar a Sarah realizar seu sonho, compartilhando ou depositando q fazer qualquer quantia:
Pix: sarahalicialh@gmail.com ou
Caixa econômica federal:
Agencia:0087
Conta poupança013
Nº da conta: 7731554598

Anúncios